quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Novamente, os filhos das trevas...



Quem assistiu à conclusão da anunciada renúncia de Bento XVI, pode perceber que não existe paralelo no mundo evangélico. Ele disse coisas como: "Sou um peregrino", "Vou ajudar orando", "Serei servo do novo papa". Frases que fariam corar um concorrente a presidente da CGADB.

Que haja o mesmo espírito nos que participarão da AGO em Brasília. Não era nem para pedir isso... Mas fazer o quê? Bento XVI sentiria vergonha alheia.

5 comentários:

Pastor Geremias Couto disse...

E ainda querem que nos calemos!

Se não nos ouvem, que ouçam o clamor das pedras!

Mario Sérgio disse...

Olha essa saiu faísca! Vivendo e aprendendo...

Daladier Lima disse...

Pois é, Pr. Geremias, dá pra sentir vergonha de um processo desgastado e medíocre como esse. Tem disputa secular que perde feio.

Daladier Lima disse...

Prezado Mário, é um absurdo a situação que atravessamos.

Pastor Edinaldo Domingos disse...

Amado Daladier, a Paz do Senhor.

Concordo plenamente, que os filhos das trevas muitas vezes brilham mais, em suas decisões do que os filhos da luz. Isso é lamentável!
Penso que esse quadro de desgaste mudaria muito se os candidatos atuais a presidência da CGADB abdicassem de suas candidaturas, dando lugar a outros nomes. Pois os dois principais candidatos a cada dia se desgastam, e pelo andar da carruagem, parece-me que até chegar as eleições eles continuarão se desgastando mais ainda.


Um forte abraço

Pastor Edinaldo Domingos
AD Coronel João Pessoa - RN