segunda-feira, 27 de maio de 2013

O que penso sobre os recentes embates da CGADB

O Pr. Geremias do Couto noticiou que o Pr. Samuel Câmara foi desligado da CGADB. Na mesma reunião foi decidida a suspensão do tesoureiro eleito na última AGO, em Brasília. Não me peçam para replicar tais notícias, não tenho muitos pendores por fazer aumentar os acessos desta maneira. Estou contente com meus dez leitores. As questões a serem debatidas aqui são outras:

1) Termos tais questões em nosso meio já é um indício de saída de algo errado. Deveríamos estar nos reunindo para debater necessidades e programas de ordem espiritual, mas a realidade se impõe e desgasta a paisagem.

2) As decisões (afastamento e suspensão) são reflexos da baderna protagonizada pelo Pr. Samuel Câmara na AGE em Alagoas. Ele perdeu a cabeça diante das manobras, tivesse feito menos alarde, talvez tivesse mais votos, quem sabe se elegeria!? Segundo as informações do Pr. Geremias o tesoureiro, ora afastado, é coautor da ação de anulação dos efeitos da referida AGE. Foi instado a retirar-se da peça jurídica, mas recusou. Pode sair outro afastamento definitivo numa AGE marcada para setembro... Quantos mais? Há vários nomes na lista.

3) Estes processos mostram rapidez para agir em benefício próprio, não obstante eu reconheça os erros do Pr. Câmara. Há inúmeros outros casos que se arrastam e tem o mesmo peso ou mais. O que seria a baderna promovida em Maceió, diante da utilização fraudulenta do nome Assembleia de Deus Brasil afora? Ou diante das inimizades convencionais estaduais? Enquanto aquele problema era intestino de nossas reuniões, estes últimos são públicos e notórios. E vergonhosos!

4) O Pr. Samuel Câmara deveria aproveitar a oportunidade e fundar sua própria Convenção Geral. Desgastado já está, ficando, a tendência é perder mais adeptos. Creio que nunca mais ganhará uma eleição do tipo. Mas seus votos o credenciariam, hoje, a ter um bom números de seguidores. Como o regimento não impede que os pastores presidentes das Convenções possam aderir a esta ou àquela... Não duvido que muitos gostariam de poder fazê-lo e até ter uma Convenção para chamar de sua. Divididos já estamos mesmo, e a prova está no próprio estado do Pará. O poder, por sua vez, se tornou um ingrediente essencial no processo assembleiano de funcionamento.

5) Com a decisão se matou dois coelhos com uma cajadada só. Feriu-se de morte o eterno candidato da oposição - eu já disse que é uma pobreza termos apenas dois nomes, numa imensa denominação como a nossa - e suspendeu-se as atividades daquele que tendo acesso privilegiado às contas pudesse fazer algum questionamento mais ostensivo. Mesmo que esta não seja a intenção o resultado é evidente e inegável.

Concluo, pensando com meus botões,  como seria bom ver tal celeridade para os debates dos temas já propostos aqui (pesquisem na caixa ao lado esquerdo) e de tantos outros que não lembrei? Como o novo mandato está só começando, vamos dar um crédito.

Ps: Se algum dos meus dez leitores souber me esclareça: O afastamento do Pr. Samuel Câmara terá o mesmo efeito sobre sua Convenção e seus ministros? Ou apenas ele está afastado?

Aqui o blog do Pr. Geremias do Couto.

Leiam aqui um posicionamento jurídico publicado no Blog do Pr. Geziel de Souza Oliveira, sobre o caso.  Está muito claro o argumento, como é que a Comissão Jurídica não pensou nisso?

16 comentários:

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Daladier Lima,

Graça e Paz!

Como o pastor Samuel Câmara não é o presidente da CIMADB creio que os demais não estão afastados. Resta saber qual a atitude do próprio pastor Samuel e também da CGADB a esse respeito.
Creio que, primeiro recorrerá da decisão e lutará pela reversão, depois.... só Deus sabe.

Um grande abraço!

André disse...

PArabéns pelo texto!


PAra maiores esclarecimentos colo aqui a opinião de um importante jurista do Amapá sobre o referido caso:

http://drgesiel.blogspot.com.br/2013/05/retirando-os-obstaculos-para-2017.html

Daladier Lima disse...

Prezado José Barroso, não poderei publicar seu comentário, porque você faz menção a pessoas que não poderão se defender. Por outro lado, sua acusação de que eu só acuso um dos lados da disputada de poder na CGADB não encontra respaldo na história do blog. Pesquise e verá que desde sempre procuro dar relevo ao fato de que ambos tem cometido graves falhas. Nesta última postagem se pode ver isto. Basta ler e compreender o que está escrito.

De qualquer maneira, fico grato por sua colocações e pela participação reflexiva.

Finalizo, dizendo o seguinte: todos estão errados e a CGADB é muito maior que todos eles. Infelizmente, poucas lideranças enxergam isto. Ou até enxergam, mas ensimesmados não dão o braço a torcer. Duvido que um ou outro postulante pudesse resolver nossos problemas, que são muito mais graves que um eleição.

Daladier Lima disse...

Prezado André, obrigado pela contribuição. O outro comentário não publiquei pelos mesmos motivos do de José Barroso. Ainda houve 97 votos de uma urna não computada em favor do secretário a que você se refere...

Creio que a arrancada rumo à grandeza de nossas instituições iniciariam no momento em que personalizássemos menos os nossos problemas. Pessoas passam e a instituição fica. Se olhássemos mais pela igreja, evitaríamos grande parte da indigência a que chegamos.

Abraços!

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Carlos, esse só Deus saber é que é o nó da questão. Infelizmente, divididos já estamos de fato, há muito tempo. Não apenas em relação à igreja mãe, que a bem da verdade é apenas um eufemismo para catalisar alguma prioridade. Que vergonha sentiriam Daniel Berg e Gunnar Vingren?

Abraços!

Unknown disse...

Caro Daladier,

Não tem problema em não publicar meu comentário, mas eu fico grato pela resposta dada a minha pessoa, isso é sinal que vc se importa sim com seus leitores - Muito obrigado por isso!

Talvez eu tenha entendido errado, mas vc só se refere ao desligamento como se o Samuel fosse o unco culpado.. se referindo ao episódio de Alagoas... Mas o epísódio de alagoas teve um motivo maior: que foram as atitudes de JW, certo?Só entende isso quem lutou ao lado do Samuel e sabe como isso doi na pele, de ver seus deireitos irem para o ralo pela vontade unilateral de um déspota.


de seu irmao em Cristo,

José Barroso

Daladier Lima disse...

José Barroso, não há mocinhos nessa história, só culpados... E a igreja sangrando na briga da maré com as pedras.

JERRI Adriane disse...

Até que enfim encontrei alguém que se posicione em favor da IGREJA, a regra tem sido o partidarismo, me diga então para que fim serve a CGADB?Olha meu irmão eu tenho certeza que todos irão ter que acertar contas; mais hora menos hora irão arrepender-se amargamente por tais atitudes! Lamentavel...

Samuel Tiago disse...

O problema maior está na disputa pelo patrimônio financeiro, tendo em vista que, quem controla a CGADB, controla também a CPAD, pode agir como um ditador, e fazer o que bem entender e como quiser. Eu não sou partidário de nenhum dos dois nem do SC muito menos do JW, até porquê não faço parte disso. Acho que na visão deles essa convenção expúria se tornou mais importante que o próprio DEUS. Daladier, meu irmão, estou avistando o que se pode chamar de mais uma cisão nos quadros da CGADB, aí vem mais uma CONAMAD, ou seja, vai aparecer mais um ministério. e pelo visto com um presidente vitalício. Abraço

EAM disse...

Pelas atitudes do Presidente da CGADB, podemos concluir que, não fosse a oposição obstinada do Pr. Camara, uma luta muito dolorosa, desgastante e estressante, nessas alturas a CGADB já teria tomado os rumos da CONAMAD, com presidente vitalício e tudo o mais. Apesar de seus excessos, penso que deveríamos agradecer ao Pr. Camara.
Pr Elienae Moura

.. disse...

Caso o pr. Câmara não reverta a situação de voltar aos quadros da CGADB, com certeza a CGADB se tornará pior que a Convenção de Madureira, pois nessa convenção se sabe as regras do jogo, ams já na CGADB....
Portanto se o atual quadro de exclusão se firmar mesmo, vem ai o filho de José, o JUNINHO nas próximas eleições e vai ficara frente da CGADB por outros 29 anos, depois só Deus sabe. Rí prá não chorar!

José Barroso

Samuel Tiago disse...

Concordo plenamente com o senhor pastor Elienai, o bispo perdeu a credibilidade ao se associar ao Moon, e patrocinar aquele ecumenismo patético.

.. disse...

Imagine se uma cidade fosse governada 25 anos pela mesma pessoa? E um estado? E se a Dilma ficasse 25 anos como presidenta do Brasil podando todos os que almejassem ocupar o mesmo cargo? Se nem entre os infiéis alguém é lider eternamente, porque tem que ser assim entre nós assembleianos? Que nojo! Dá vontade de vomitar só de imaginar alguém pensando que é o único chamado para liderar.

Jorge

Luciana Riodejaneiro disse...

Informações oriundas de um dos advogados do Pastor Samuel Câmara, nos dão conta de que um pedido administrativo foi formulado pela banca de advogados ao Conselho de Ética da CGADB, mas sequer foi facultado, até o presente momento, vistas dos autos para tomar conhecimento sobre o cabal conteúdo acusatório e fundamentos dos elementos que levaram este conselho no último dia 22 a excluir sumariamente o Pastor Samuel Câmara do quadro da CGADB. Como o Pr Câmara ainda não foi notificado da decisão administrativa do conselho, os efeitos da decisão ainda não podem ser aplicados e estão suspensos, nem os prazos podem correr, nem ação pode ser ingressada, visto que juridicamente a situação ainda não está constituída e consolidada. Assim que os advogados tiverem acesso aos autos, poderão ingressar com ação anulatória, pelo rito sumário, para desconstituir todos os erros e vícios procedimentais e legais cometidos por aquela comissão. O advogado informou que irá alegar cerceamento de defesa, por ofensa aos princípios do devido processo legal, contraditório e ampla defesa. Ainda não se sabe onde o processo deverá ser distribuído, mas certamente é um pleito que a justiça vai acertadamente corrigir, tamanho os vícios contidos.


http://drgesiel.blogspot.com.br/2013/05/advogados-do-pr-samuel-camara-sem.html


claudiopimenta disse...

acho lindo esse acontecimento homens brigando pelo poder de uma coisa que nao tem nenhum valor sabesse que gastaram milhoes em logistica de ambos os lados passagens onibus hospedagem taxas administrativas de convençoes de ambos os lados para filiaçao de curral eleitoral e pra quem ?

especulam que ambas as partes gastaram 10 milhoes nestas eleiçoes !
esse dinheiro seria muito melhor gastor em missoes melhorias de templos ajuda para obreiros treinamentos etc seria bom mesmo era se essas convençoes fossem extintas para nada servem mesmo!

claudiopimenta disse...

alguem pode me dizer para que servem essas siglas ? cgadb conamad entre outras ?