terça-feira, 20 de agosto de 2013

Desmando generalizado...

Informa o meu amigo Pr. Carlos Roberto em seu blog que uma pastora, que já era vice-presidente, foi eleita presidente de uma Convenção, a de Catanduva. Ele o tomou como inédito, mas um leitor informou que desde 1993 existe outra presidente no campo de Guararema, da CONAMAD. Afora o fato em si, o post ainda informa que o presidente anterior era pai do atual e sogro da presidente eleita. Ou seja, a falência institucional da CGADB, fato que este blog evidencia há muito, se aprofunda.

Primeiro, Catanduva se desligou da COMADESPE, mas permaneceu com a marca, após a morte do pioneiro. Segundo, o nepotismo, em que pese o respeito pelas qualidades dos filhos e sem generalização. Terceiro, a ordenação à revelia da posição oficial. Quarto, a imposição, sem eleição, de nomes. Quinto, segundo os comentários, de fato, era ela quem já mandava, como acontece em muitos lugares Brasil afora. Não é raro esposas de pastores indicarem até mesmo consagrações!? Sexto, se desligou para ser e fazer diferente, mas faz das mesmas. E uma penca de coisas...

Vou parando por aqui, falta paciência para debater o óbvio... a inação pariu seus filhos! O que mais leremos? Filho/filha assume vice-presidência em Catanduva?

3 comentários:

JERRI Adriane disse...

A PAZ! Um abismo chama outro...Os ditos pastores sem generalizar militam causa própria. Só uma correção: é Catanduva sem o "S" ,cidade do meu querido interior paulista. DEUS TE ABENÇOE!!!

Daladier Lima disse...

Prezado irmão, JERRI Adriane, obrigado pela correção.

Mario Sérgio disse...

Concordo com você Daladier. Como disse certo estudioso das Assembleias de Deus é a "modernização conservadora". Não é avanço ou conquista, mas a manutenção do status quo.