sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Um convite à adoração!


Há, no Céu, anjos imensos em poder, cuja aparência desmaiariam qualquer mortal, como aconteceu com Daniel*, mas destes Deus já tem a atenção. Por algum motivo insondável Ele quer conquistar você. Louve ao Senhor nesta manhã!

*E levantei os meus olhos, e olhei, e eis um homem vestido de linho, e os seus lombos cingidos com ouro fino de Ufaz; E o seu corpo era como berilo, e o seu rosto parecia um relâmpago, e os seus olhos como tochas de fogo, e os seus braços e os seus pés brilhavam como bronze polido; e a voz das suas palavras era como a voz de uma multidão. E só eu, Daniel, tive aquela visão. Os homens que estavam comigo não a viram; contudo caiu sobre eles um grande temor, e fugiram, escondendo-se. Fiquei, pois, eu só, a contemplar esta grande visão, e não ficou força em mim; transmudou-se o meu semblante em corrupção, e não tive força alguma. Contudo ouvi a voz das suas palavras; e, ouvindo o som das suas palavras, eu caí sobre o meu rosto num profundo sono, com o meu rosto em terra (Daniel 10:5-9)
.

Um comentário:

Raitler Matos disse...

Fato. Louvemos a Deus na contemplação de Sua obra, na contrição da alma, no exercício prático de amar o próximo.